6 de set de 2011

Chile: país está em luto pelas mortes de jornalistas em acidente de avião


Morte de jornalistas em acidente de avião causa comoção no Chile
Por Adriana Prado/ Jornalismo nas Américas


Cinco funcionários da Televisión Nacional de Chile (TVN) morreram na queda de um avião da Força Aérea Chilena, com 21 pessoas a bordo, no arquipélago de Juan Férnandez, a aproximadamente 670 quilômetros da capital do país, Santiago, na sexta-feira 2 de setembro de 2011, informou o Perú 21.

O famoso apresentador do programa matinal "Buenos días a todos", Felipe Camiroaga, o repórter Roberto Bruce, a produtora Sylvia Slier, a produtora-assistente Carolina Gatica e o cinegrafista Rodrigo Cabezón estavam a caminho do arquipélago para gravar uma reportagem sobre a reconstrução do local, arrasado pelo terremoto de fevereiro de 2010, acrescentou a BBC.

Até agora, apenas quatro corpos foram localizados, acrescentou a Reuters, mas o
ministro da Defesa do Chile, Andrés Allamand, descartou a possibilidade de sobreviventes. Ele disse que será inclusive muito difícil localizar as vítimas, porque o avião pode ter se desintegrado com o impacto, explicou a EFE.

O acidente causou comoção no Chile, noticiou o El Comercio.pe. O programa "Buenos días a todos", exibido de segunda a sexta-feira, foi apresentado na segunda 5 de setembro pelo jornalista Julián Elfenbein, que, comovido, disse: “Que difícil é dizer bom dia”.

Camiroaga era considerado um dos apresentadores mais populares do Chile e trabalhava para a TVN havia mais de 20 anos, segundo o jornal espanhol El Mundo. Fãs fizeram até vigília em frente à sede da emissora, de acordo com o El Argentino.com. O Colegio de Periodistas do Chile lamentou a morte dos jornalistas.

Fonte: Jornalismo nas Américas
Colaboração: jornalista Sérgio Barbosa

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP