4 de set de 2011

Consumidor é enganado pela LAN Airlines, segundo denúncia da Ong ABC

Marcelo Segredo: presidente da Ong ABC


LAN AIRLINES ENGANA, DESTRATA E TENTA COAGIR CONSUMIDOR

Da Redação/ AUSEPRESS

Com o aumento da demanda e tendência da piora da qualidade nos serviços, entidade ajuda e orienta vítimas a fazerem valer os seus direitos A Associação Brasileira do Consumidor (ONG ABC) recebe frequentemente reclamações sobre prestação de serviços; incluindo as relativas a viagens. Dentre elas, uma chama a atenção, por 3 razões básicas:

-A 1ª é que o consumidor/vítima, o empresário Eli Lima, proprietário da rede de Cinemas Centerplex, tentou não correr riscos e, por isso, comprou uma versão superior dos serviços oferecidos (viagem aérea).

-A 2ª é que, como se não bastasse cometer vários erros na ida, a Lan Airlines (antiga Lan Chile), ainda reincidiu em atendimento insuficiente e confuso também na volta e, para arrematar, ofereceu uma “gorgeta” como compensação ao consumidor, tentando exigir que ele não fizesse qualquer reclamação contra a empresa.


-A 3ª razão é: trata-se de um exemplo da péssima qualidade de serviços aéreos praticada em nosso país, que tem de ser muito melhorada urgentemente, se quisermos mesmo ter aqui a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

A Maratona de Trapalhadas da LAN Airlines


O sr. Eli programou com a esposa suas férias para o Chile em janeiro/2011. O empresário contratou junto a uma agência todos os serviços de boa categoria (sala Vip no aeroporto), poltronas na classe executiva, etc... Partida atrasou - Ocorre que, no dia do embarque (21/01/11 – 6ª feira), a partida estava programada para as 10h00; mas aconteceu somente 5 horas mais tarde, às 15h00. A LAN alegou que o atraso foi decorrente de problemas técnicos na aeronave.


Acomodações inferiores - Depois de tanto esperar, ao entrar no avião, o consumidor percebeu que não se tratava de um vôo de classe executiva, mas sim de classe econômica. Porém, como não tinha outra opção senão embarcar, o sr Eli prosseguiu viagem. Sumiço das bagagens.


- Chegando a Santiago do Chile, foi informado pela LAN, após longas horas de espera no aeroporto, que suas malas haviam sido extraviadas e que, quando encontradas, lhe seriam entregues no hotel. Informações desencontradas - Após chegar ao hotel, o sr. Eli fez diversos contatos com a LAN e a empresa sempre lhe informava que não tinha previsão alguma de entrega das malas, uma vez que não estava conseguindo localizá-las nem mesmo no aeroporto de São Paulo.


Esses contatos persistiram ao longo do sábado também; sem qualquer solução.Já, no domingo pela manhã, o sr Eli estabeleceu novos contatos com a LAN, e a notícia era sempre a mesma: sem previsão. Consumidor só com a roupa do corpo - Diante disso, pelo 2º dia sem a sua bagagem, sem roupas, pertences e produtos de higiene pessoal que utilizaria na viagem, o sr. Eli foi obrigado a comprar inúmeros ítens para ele e a esposa num Shopping da cidade , para poderem tentar aproveitar minimamente a viagem.


Portanto, gastou dinheiro adicional com coisas que já trazia na bagagem. Bagagem, só no 3º dia - Na tarde do domingo, o consumidor ligou novamente para a LAN, que informou-lhe que suas malas haviam chegado e estavam no aeroporto; mas ainda sem previsão de horário para serem entregues no hotel e que a entrega ocorreria até as 24horas (meia noite). Cliente teve de buscar as malas de táxi.


- Diante desse verdadeiro descaso, o sr Eli apanhou um táxi e foi até o aeroporto reaver suas bagagens. Uma gorjeta como “cala boca” - Lá chegando, o gerente da LAN queria obrigá-lo a assinar um termo garantindo que não faria qualquer tipo de reclamação contra a empresa, oferecendo-lhe 70 (setenta) dólares pelos transtornos sofridos. Depois desse insulto, o sr Eli não acreditava que o descaso pudesse prosseguir.


Na volta, tudo de novo - Mas, por incrível que pareça, no retorno a São Paulo, novamente os consumidores passaram por novos dissabores: a partida, marcada para as 13h00, somente ocorreu as 23h00 (10 horas depois) e, pasme, o casal embarcou novamente num vôo econômico!


Associação Brasileira do Consumidor Aponta Ilegalidades


O presidente da entidade, Marcelo Segredo, lembra alguns pontos da lei 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor) burladas pela Lan Airlines nesse caso:

a) “Todo produto ou serviço deve ser oferecido com qualidade e segurança”; coisa que não ocorreu.


b) “Ao entregar produto ou serviço com qualidade inferior à contratada, a empresa deverá ressarcir o consumidor pelas diferenças” (que são muito mais que 70 dólares!).


c) “A empresa deverá ressarcir o consumidor também por eventuais despesas sofridas, decorrentes de serviços não prestados da forma contratada” (o consumidor, no caso, teve de comprar roupas, calçados, artigos normais de se usar numa viagem e ítens de higiene pessoal; além de ter de ir e voltar de táxi ao aeroporto para apanhar as suas malas).


Lan Airlines- Não Se Manifesta e Vai responder na Justiça


Uma vez tendo recebido essa reclamação, a Associação procurou formalmente a Lan Airlines expondo o caso, na expectativa de que a empresa oferecesse ao consumidor as suas escusas e um ressarcimento condigno. Entretanto, como a Lan Airlines não se manifesta a respeito, a Associação está preparando uma ação judicial para garantir que o sr Eli tenha os seus direitos atendidos conforme determina a lei.


Associação Disponibiiza no seu Site os Direitos dos Consumidores em Viagens Infelizmente, com o atual aumento da demanda por viagens aéreas no Brasil, cujo ritmo se intensificará ainda mais mos próximos anos, a tendência é que os maus atendimentos aconteçam com muita frequência e ainda maior gravidade. Para ajudar o consumidor a defender-se e buscar os seus direitos, a Associação Brasileira do Consumidor disponibiliza, em seu site, um resumo orientativo sobre os direitos do consumidor quando em viagens e aconselha que ninguém aceite descasos e humilhações que podem estragar as suas férias ou seus negócios e ainda lhe causar prejuízos.


AUSEPRESS

E-mail: ausepress@ausepress.com.br / noticias.ausepress@gmail.com
Jornalista responsável: Augusto Serrano – MTb 21.970



N:B- Notícia encaminhada para publicação pela Ausepress

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP