6 de set de 2011

Médicos usam " furadeira" de marcenaria em cirurgias na Paraíba


Por falta de equipamentos, médicos usam furadeira para cirurgias delicadas na Paraíba

Especial para o UOL Notícias
Em João Pessoa

Médicos que atuam no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa (PB), o maior do Estado, estão utilizando furadeira de marcenaria, a mesma usada na construção civil, nas cirurgias.De acordo com denúncia feita na manhã desta segunda-feira (5), pela Associação Médica da Paraíba, o equipamento craniótomo (utilizado para fazer perfurações no crânio) está quebrado há mais de um ano e, portanto, os profissionais só têm a furadeira como opção.

O risco de morte, segundo a associação, aumenta consideravelmente, visto que com a furadeira, o tempo da cirurgia aumenta para uma hora.

Com o craniótomo, o tempo médio é de dez minutos, conforme informou a associação, responsável por um extenso relatório de irregularidades no Hospital de Emergência e Trauma.Pelo menos 35 pacientes por mês teriam a necessidade da cirurgia, considerada delicada.A associação também denunciou a falta de macas na unidade hospitalar e as condições desumanas enfrentadas pelos pacientes.

Os médicos também não foram poupados.A sala de repouso dos profissionais, conforme a associação, foi extinta na semana passada.



O UOL Notícias tentou falar com o secretário de Saúde do Estado, Waldson de Souza, mas ele não atendeu as ligações. A assessoria de imprensa do governo do Estado ainda não de pronunciou sobre o caso.O Hospital de Trauma é a principal unidade hospitalar da Paraíba. Como o próprio nome diz, é referência para emergências e traumas.

Há dois meses, o governo do Estado passou a administração para a organização social Cruz Vermelha, sob alegação de economia de R$ 4 milhões.Segundo o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) essa mudança não contribuiu para a melhoria do atendimento à população e os problemas de antes, ainda existem. Leia mais...

Fonte: UOL
Colaboração: Luiz Carlos Braga

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP