7 de mar de 2012

Reitor da UEM espera sensibilidade do governo às reivindicações dos servidores



Reitor permanece em Curitiba negociando com o governo

O reitor Júlio Santiago Prates Filho permanece, em Curitiba, para dar continuidade ao processo de negociação com o governo do Estado, já que, ontem (6), o governador Beto Richa ouviu as reivindicações das instituições de ensino superior (IES) em relação à contratação de professores e pessoal técnico, suplementação orçamentária e reposição salarial do corpo docente. Richa assinou decreto autorizando, de imediato, a nomeação de professores, agentes hospitalares e agentes universitários para a rede de ensino superior do Estado.A partir dessas nomeações, o governo retomará o fluxo continuo de reposição de recursos humanos nas IES, nos casos de aposentadorias e exonerações.

Richa ainda assegurou que apontará uma solução para efetuar a contratação de novos técnicos para as universidades.De acordo com o reitor Júlio Santiago Prates Filho, estas nomeações e o atendimento a itens da pauta de reivindicações das IES são fruto de vários encontros e conversas com o vice-governador e secretário estadual da Educação, Flávio Arns, e com os secretários de Estado Alípio Leal Neto, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; e Luiz Eduardo Sebastiani, da Administração e Previdência.O governador também garantiu a suplementação do orçamento para o custeio das IES em 2012 e a continuidade do repasse anual dos recursos financeiros para investimentos nas universidades, que a UEM tem aplicado em obras.

O terceiro ponto debatido na reunião entre reitores e o governador Beto Richa foi a equiparação salarial dos professores. Também nesse item, o governo acenou positivamente, com possibilidade de apresentar uma proposta de recomposição dos salários já no início da próxima semana. Ele determinou a formação de uma comissão de trabalho integrada pelos secretários da Administração e Previdência, do Planejamento e Coordenação Geral, da Fazenda e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, para reunir dados sobre o quadro docente das universidades e apresentar um relatório sobre a situação salarial da categoria até o final desta semana, impreterivelmente.

Ontem mesmo, o reitor da UEM convocou a pró-reitora de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários, Sônia Molinari, para reuniões em Curitiba, com o objetivo de realizar a análise dos dados sobre a folha de pagamento junto ao grupo de trabalho. Júlio Prates Filho disse que reconhece a reivindicação dos professores e agentes universitários e que as conquistas que surgirem fazem parte de uma conjuntura maior que é a valorização do servidores, uma vez que, conforme o reitor, o capital humano é o que existe de mais importante na Universidade.

Notícia encaminhada para publicação pela Coordenadoria de Imprensa da UEM

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP