9 de nov de 2012

ESPAÇO CIENTÍFICO



SBPC e ABC pedem royalties do petróleo também para a ciência
Da Redação/Agência FAPESP –

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) defendem, em carta enviada à Câmara dos Deputados, que 50% dos royalties oriundos do pré-sal sejam destinados à educação, ciência e tecnologia.

As entidades encaminharam carta ao presidente da Câmara, Marco Maia (PT/RS), e ao relator do Projeto de Lei nº 8051/2010, deputado Carlos Zaratini (PT/SP), com cópia para todos os deputados.

O PL nº 8051/2010, que dispõe sobre o regime de partilha dos royalties do petróleo, inclusive da camada do pré-sal, poderá ser votado nesta terça-feira (06/11).

“Reivindicamos que 50% dos royalties oriundos do pré-sal sejam destinados à educação, ciência e tecnologia. Não apenas à educação, não apenas à ciência e tecnologia. Porque sabemos que não há ciência e tecnologia sem educação universal de qualidade, assim como não haverá desenvolvimento sustentável sem uma base sólida de ciência, tecnologia e inovação”, diz a carta assinada por Jacob Palis, presidente da ABC, e por Helena Bonciani Nader, presidente da SBPC.

“Só assim poderemos atingir o patamar de evolução socioeconômica dos países avançados de forma sustentável com justiça social e, particularmente, com a erradicação da pobreza. Só assim seremos capazes de investir 10% do orçamento da nação em educação em 2020, como aprovado pelo Congresso Nacional. Só assim poderemos investir 3% de nosso Produto Interno Bruto em ciência, tecnologia e inovação como fazem as nações mais avançadas e como planejam as emergentes que ambicionam alcançá-las”, destacam. Leia mais...

Fonte: Agência FAPESP
Colaboração: jornalista Sérgio Barbosa

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP