7 de mar de 2014

Tributo do Capitão Pimentel às MULHERES

                           DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Os deuses conspiram a favor de Izabel

Izabel Pimentel é uma mulher de sorte. Por uma feliz coincidência está fechando a circun-navegação em torno da Terra em solitário, - Brasil – Brasil, - de uma forma singular. Fecha o evento no dia 8 de março, quando é comemorado o Dia Internacional da Mulher! Homenageia desta forma a mulher realizando este feito inédito. A primeira brasileira e latino americana a completar com êxito a grande aventura de se lançar ao mar e realizar este grande sonho. A vitória é compartilhada com todos aqueles que a ajudaram material e moralmente, incentivando-a e acreditando que ela podia. E pode!

Homenagem à mulher

Dia 8 de março, dia dedicado à mulher. O Dia Internacional da Mulher!
 Por José Geraldo Pimentel-
Cap Ref EB

A vida é arte. E ninguém mais capacitada do que a mulher para fazer da vida uma arte. Ela faz arte em todas as formas de lidar com a vida. Ser amada, e saber amar como ninguém mais ama no mundo.
Dentre as muitas artes que a mulher realiza, poderia escolher qualquer um de seus ofícios.
Ser mãe, talvez seja a realização suprema da mulher. Ela já nasce com esse dom divino. Brinca de boneca. Escolhe um ‘bebê’ para a sua boneca. Imita sua mãe em cada gesto do dia a dia. Cresce menina-moça já se imaginando mãe. Muitas são mães antes do tempo, ainda bem garotas. E se fazem mulheres. Mulheres que hoje, dia 8 de março, nós, seus pais, maridos, irmãos, amigos e colegas, as homenageamos, dedicando-lhes uma data como símbolo de referência à pessoa mais importante de nossas existências.
Aceitem, mulheres, esta lembrança, fazendo-as saber que as veneramos e lhes dedicamos um dia chamado Dia Internacional da Mulher. Chic, não!
Queremos dizer com esta homenagem a você, mulher, que está sempre presente na natureza, na imaginação dos homens e fazendo eterna a espécie humana!
Nessa maravilha da mulher ser mãe, digo que sou um privilegiado. Tenho várias mães. A mãe de meus filhos, duas filhas mães de meus netos e outra que deu uma saída e não voltou. Tem mãe que é assim; parte, mesmo sem querer partir. Mas parte... E esquece de voltar! E a gente fica esperando, esperando, e ela nunca mais vai voltar!
Este mistério de um ser onipresente é a consagração da arte. De uma obra acabada. Que se nos prende pelo sentimento. Que nos faz compreender porque a veneramos a cada dia de nossas vidas, e somos impelidos a amá-las até quando nos falta a sua presença. É a arte de a mulher criar a própria mulher. E de se fazer eterna!

Rio de Janeiro, 07 de março de 2014.


OBS:   A velejadora brasileira Izabel Pimentel é filha do nosso colaborador e amigo, Capitão Pimentel

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP