4 de jun de 2014

Governo concede reajuste para PF e Militares das F.A amargam esquecimento

EDITORIAL

Parabéns, pela eficiência e organização das Associações Representativas da Polícia Federal. A categoria,  é um exemplo a ser seguido, inclusive as Associações que representam a Família Militar, deveriam se espelhar nesta conduta e há tempos mostrar a que veio .

O que mais me espanta é justamente a inércia de nossos representantes, que ao invés de articularem o que seria bom para a Família Militar de imediato, ficam batendo em teclas furadas. 

A revogação da MP 2215/2001, é uma dessas.

Pessoal, novamente volto a comentar, não se iludam ! A MP 2215/2001, não entrará em pauta e muito menos entrará em votação, porque precisa de emendas. 

E tem outra coisa, a Família Militar desconhece na íntegra os benefícios e malefícios da MP. Apenas um grupo será beneficiado, militares da reserva, reformados, pensionistas, estarão fora, incluindo os soldados.

Nenhum representante, veio a público informar sobre o assunto, o que acho de uma irresponsabilidade cruel, com a Família Militar. E tem mais, a COPA começa em breve e depois haverá o recesso do Congresso e adiante a campanha eleitoral. Tempo perdido para ganharmos qualquer batalha.

Quanto aos 28,86%, é no momento uma ilusão a liberação deste percentual. 

Continua engavetado no Ministério do Planejamento. Sem o aval do MD( Ministério da Defesa), tudo continuará como Dantes na Terra de Abrantes. 

Isto sem contar que o valor a ser pago é irrisório.

Claro que temos direito a esse percentual, porém, ninguém sabe e nem saberia informar qual seria o valor destinado aos militares e em quantas parcelas seriam pagas. 

O que nossos representantes deixaram de cumprir, foi exatamente a luta em favor da melhoria salarial para as F.A. 

Se a PF, conseguiu seus 15,8% de reajuste para este ano, foi porque tinham o devido conhecimento que no governo PETISTA, somente através da GREVE, seriam vistos e ouvidos e que a reivindicação seria aceita, pela Dilma.

Impossível, nossos representantes não estarem atentos em relação à esses fatos ! 

E quanto aos 16 centavos pago pelo governo de salário família aos militares das F.A?

Nada de concreto aconteceu, somente promessas de que seria reajustado para 30 reais. 

Uma vergonha,  já que o bolsa família é de 70 reais.

Impressionante é sim o interesse eleitoreiro de alguns que se auto-intitulam defensores da Família Militar, o que  na verdade estão é de olho bem aberto, em conseguir alcançar seus objetivos que seria uma vaguinha no Congresso Nacional ou nas Assembleias Legislativas neste país, ocultando a verdade, para os ingênuos militares e familiares.  

Fazendo-os acreditar em UTOPIAS !

E por sua vez, o que tem me causado mais "asco", é a atitude de alguns militares do alto escalão das F.A, que tem divulgado pelas redes sociais, campanhas para a candidatura do Bolsonaro à presidente e pela sua saída do atual partido PP, aliado de Dilma. 

Nem uma coisa e nem outra. O Bolsonaro não sairá candidato à presidente, pois não tem partido que o apoie e nem tempo hábil para se inscrever, segundo a legislação vigente do TRE.
E quanto sua saída do PP, não ocorrerá, se não perde o seu direito à reeleição ou a qualquer disputa à cargo legislativo.  

Pergunto a você  leitor: "Por que nossos nobres comandantes não abraçam a luta pelos direitos de sua TROPA, ao invés de desgastar energia em algo sem sentido?"

A PF, segue com o seu FOCO e se valoriza, e nada mais justo o reajuste concedido.

A categoria visa os interesses da FAMÍLIA DE POLICIAIS e não apenas de grupos dentro da PF.
Novamente os meus parabéns !
E à Família Militar, que aprenda a LIÇÃO uma vez por toda, sem MOBILIZAÇÃO, a tendência é amargar somente o esquecimento.

Lígia Leal

Editora do Blog Ponto de Vista

1 comentários:

Anônimo,  4 de junho de 2014 08:14  

Pois é, a PF fala em resgatar 40% de perdas salariais, e os militares das FFAAs que amargam 137% de prejuízos nos últimos anos, só promessas. A MP DO MAL, que foi tirada da gaveta e retornou sem nenhum sinal de votação, é um problema muito grande para os senadores. Quando eles veem que esse "aborto da natureza" tem mais mais ou menos 600 emendas, eles descartam e jogam novamente às traças, pois não estão dispostos a desenrolar esse rolo que maltratou os militares, e sabem que deixando de lado, não vai dar em nada, porque os militares não podem fazer nada, não tem representação no congresso e não podem fazer greve, que é o que muitas categorias estão fazendo e se dando bem no nosso lugar!
A senhora tem toda razão: se não houver uma mobilização envolvendo uma massa grande de militares, inativos, pensionistas e dependentes, nunca vamos conquistar nada com esse governo. Os militares que aguardam alguma coisa dessa MP DO MAL poderão ser todos chamados por Deus antes mesmo dela ser votada com suas emendas, e muito menos receberem alguma coisa. Sei que alguns me chamarão de pessimista, mas tenho a convicção de que estou sendo realista! Tinha a esperança que depois daquela comissão lá em Brasília, em que se reuniram o secretário da defesa, a senhora Kelma, a senhora Ivone e outros, alguma coisa de concreto pudesse sair, mas depois do balde agua fria da mal assessorada Ministra do Planejamento, minhas esperanças caíram por terra.
Tenha um bom dia, e obrigado por esse espaço!

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP