18 de jun de 2015

Escritor Eça de Queirós o profeta incompreendido

" O país perdeu a inteligência e a CONSCIÊNCIA MORAL. Não há princípio que não seja desmentido e nem instituição que não seja escarnecida. Já não se crê na honestidade dos homens PÚBLICOS. 

A classe média abateu-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O POVO ESTÁ NA MISÉRIA. Os serviços PÚBLICOS abandonados a uma rotina dormente. 

O desprezo pelas ideias aumenta a cada dia. 

A ruína econômica cresce, cresce, cresce...A agiotagem explora os juros. 

A ignorância pesa sobre o povo como um nevoeiro. 

O número de escolas diminui drasticamente. 

A intriga POLÍTICA se alastra por sobre a SONOLÊNCIA enfastiada do país. 

Não é uma EXISTÊNCIA é uma ESPIAÇÃO. Diz-se por toda a parte:" O PAÍS ESTÁ PERDIDO ".


Escrito por José Maria de Eça de Queirós, em 1871. Esta era a introdução de As Farpas que lançou com Ramalho Ortigão, ainda em Coimbra.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP