4 de dez de 2015

Militar reformado das Forças Armadas avalia de forma realista o perfil do BRASILEIRO.

INFELIZMENTE ESTA É A REALIDADE (Temos um povinho de merda )

Por Luiz Carlos Braga*

Infelizmente, indignado, revoltado e com imenso pesar, tenho que admitir: O nosso país é constituído por um POVINHO DE MERDA, onde aceita tudo de forma omissa, covarde e patética como se nada do que está acontecendo no país lhe dissesse respeito e pior, como se não fosse sofrer as conseqüências dessa orgia gerada pela total incompetência governamental. Estamos assistindo a um festival de desfaçatez e irresponsabilidade, uma afronta aos homens de bem desta nação, um verdadeiro deboche impregnado de um cinismo a toda prova. No mesmo dia em que o Congresso Nacional ( por esmagadora maioria ) na contra-mão de um mínimo de bom senso e racionalidade, aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2015, com um déficit ( leia-se: ROMBO ) de mais de 100 bilhões, outros deprimentes e inaceitáveis fatos vieram à reboque e outros mais vem acontecendo, quase que de forma simultânea, senão vejamos:

1 - O Presidente da Câmara – Deputado Eduardo Cunha (mais sujo do que pau de galinheiro) após quase seis meses de intensos conchavos político-interesseiros (não me ataca que eu não te ataco) com o desgoverno Dilma, ao saber que os três deputados do PT iriam votar contra ele no Conselho de Ética eis que resolve, a título de retaliação, desengavetar e acatar o pedido de impeachment contra a presidente, que havia sido formulado pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Junior e pela professora Janaína Paschoal;

2 - Logo após tomar conhecimento do inteiro teor do pedido de impeachment, lido no plenário da Câmara dos Deputados e o relatório de Eduardo Cunha, o governo encaminhou ao STF um recurso com vistas a estancar o processo (arquivar), numa inequívoca demonstração de total desespero. Para azar, foi sorteado como relator do recurso o Ministro Gilmar Mendes. Pior não poderia ter acontecido, considerando-se as pretensões de Dilma e sua corja, haja vista as já conhecidas posições de Gilmar Mendes com relação a esse desgoverno. Ato contínuo, o governo agindo com uma incrível rapidez, mandou retirar o recurso recém-impetrado, constituindo-se tal fato numa covarde e irresponsável iniciativa, aliás, própria da esmagadora maioria desses esquerdopatas;

3 – Após tomar conhecimento dos fatos e no mesmo dia, oportunista, mentiroso e cínico como sempre, Lula fez um pronunciamento em defesa de Dilma, atacando Eduardo Cunha e o responsabilizando por todo esse caos em que está mergulhado o país. O que Lula, por razões óbvias, não disse e fez questão de ignorar é que ele próprio é o maior responsável por toda esta caótica situação em que o Brasil mergulhou nestes últimos 13 anos de corrupção, roubalheira do dinheiro público e desmandos dos desgovernos PTistas. De forma proposital, Lula ignorou também as sérias e mais do que procedentes acusações constantes do pedido de impeachment formulado por Hélio Bicudo, Reale Junior e Janaína, como se Cunha fosse o responsável por todo o exposto de forma indelével, verdadeira e irrefutável no pedido;

4 – Como a incapacidade de gestão de Dilma é enorme, a economia está de ladeira abaixo sem dar os mínimos sinais de recuperação, o nível de desemprego crescente, não há mais investimentos externos nem internos, secou o leite da vaquinha chamada BNDES e a sangria dos cofres da Petrobras foi estancada pela Operação Lavajato, a única preocupação do PT no momento é promover a tentativa em manter de pé o falido mito chamado Lula, antes que os carros pretos de letras douradas cheguem a São Bernardo. 

Como nunca tiveram um Plano de Governo e sim um utópico e irresponsável plano de poder ad-eternum, poderíamos afirmar com total certeza de que, diante do atual e dantesco quadro político-institucional, com o país falido, desmoralizado perante a comunidade internacional e sem perspectivas de futuro em curto prazo, DECIDIDAMENTE, os atuais membros dos Três Poderes da República (com raríssimas exceções), não estão nem um pouco preocupados com os destinos da nação e do seu povo. Estão preocupados somente com os seus espúrios e inconfessáveis interesses pessoais e mais nada.

Quando será o dia em que o povo vai ter consciência política para fazer valer o Parágrafo Único do Art 1º da Constituição onde diz: “ TODO PODER EMANA DO POVO QUE O EXERCE POR MEIO DE REPRESENTANTES ELEITOS OU DIRETAMENTE NOS TERMOS DESTA CONSTITUIÇÃO”. O mesmo povo que delega competência a seus representantes tem o direito e o dever constitucional que retirá-los do poder, na medida em que não cumprem com o seus deveres.

* Militar reformado do EB

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários não refletem necessariamente a Opinião da editora do blog "PONTO DE VISTA".

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP